terça-feira, 8 de novembro de 2011

Estudo revela: Paraíba não recebe investimentos para combater crack há 2 anos; entenda

 


Um estudo divulgado nesta segunda-feira (7), pela Confederação Nacional de Municípios – CNM – revelou que a Paraíba não recebeu nos últimos dois anos investimentos para tratamento de dependentes químicos ou para o desenvolvimento de políticas públicas antidrogas - entre as quais o crack, um dos principais responsáveis por mortes de jovens no Estado.

O mesmo estudo apontou que apesar da falta de recursos, os únicos entes da federação que trabalham para minimizar a problemática do uso de drogas são alguns municípios.
A Secretaria Nacional Anti-Drogras (Senad), que está vinculada ao Ministério da Justiça, não tem no OGU - Orçamento Geral da União - nenhuma dotação orçamentária, não sendo possível avaliar seus investimentos.
Dentro do Ministério da Justiça as ações e programas também não esclarecem o que é destinado à subvenção da SENAD.

Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br
E-mail : oarautomamanguapense@hotmail.com 
Twitter : @oarautomm


Postar um comentário