segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Cobra com mais de três metros e lagarto são capturados na Paraíba Jiboia foi encontrado na sede do Sindicato dos Bancários. Polícia Ambiental capturou os animais e vai libertá-los na Mata do Buraquinh

Mais uma jiboia é capturada em João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Funcionários da sede do Sindicato dos Bancários, que fica localizado na avenida Beira Rio, na capital, passaram um susto na manhã deste domingo (27) ao receberem a visita inesperada de uma cobra jiboia de mais de três metros. Em Cabedelo, um tejo foi capturado em uma casa de recepções.
De acordo com as informações do Cabo Chaves da Polícia Ambiental, as pessoas estavam amedrontadas na sede do sindicato com a presença da jiboia e, por volta das 11h30, acionaram a PM. Logo em seguida, a guarnição foi chamada para capturar um tejo que estava em uma casa de recepções nas proximidades da fábrica do Café São Braz em Cabedelo e foi recolhido.

Os dois animais foram recolhidos e levados para o Centro de Triagem do Ibama e depois serão soltos em seu habitat natural, geralmente na Mata do Buraquinho, uma reserva de Mata Atlântica próxima da capital. Nenhum incidente com pessoas foi registrado.

Da Redação do Aauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br

PRF libera parcialmente trecho da BR 101; carreta carbonizada continua no local; veja fotos

A Polícia Rodoviária Federal liberou parcialmente o trecho da BR 101, KM 117, onde uma carreta carregada de cerveja pegou fogo no final da manhã deste domingo (27). A pista liberada foi no sentido Recife/ João Pessoa.
Foto: Aguinaldo Mota


















Depois de duas horas, o incêndio foi controlado. A carreta carbonizada continua em uma das faixas devido a destruição do veículo. O motorista, Adriano Cassimiro não teve ferimentos.
Foto: Aguinaldo Mota
De acordo com a PRF, o trânsito na rodovia no sentido João Pessoa/Recife flui normalmente. Porém, em alguns pontos o tráfego está lento por causa de curiosos que param para ver o veiculo incendiado.
Carreta carbonizada

Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Acusado de estuprar e matar barbaramente a jovem Nacélia de Mataraca continua foragido ‘veja imagem da garota aqui’

A jovem Nacélia Camilo Gerônimo de 19 anos foi encontrada morta com quatro facadas na cabeça na tarde do dia 18 deste mês, no município de Mataraca a 83 km de João Pessoa. O crime chocou e revoltou toda a população de Mataraca e Vale do Mamanguape.

O acusado do estupro seguido de morte continua foragido. Segundo informações de populares, ele estaria na região da Praia de Coqueirinho na cidade de Marcação. Porém as informações ainda não foram confirmadas.
Relembre o caso

Segundo informações, o pai da vítima, Hélio Camilo Gerônimo saiu da granja onde trabalhava como administrador para ir até o centro da cidade que fica a pouco mais de 1 km e deixou a filha em casa. Ao retornar não encontrou Nacélia e ao procurá-la nos arredores da casa encontrou o corpo da filha no capinzal que fica nas proximidades das baias dos animais.

O principal acusado é o ex-presidiário Raimundo Alves de Freitas de 20 anos. O acusado trabalhava na granja como tratador de cavalos e era amigo do pai da vítima. De acordo com populares, os homens se conheciam a mais de dez anos e Hélio quem convidou o acusado para trabalhar na granja. Raimundo estava há 1 ano e 7 meses no trabalho.

O acusado está foragido e a perícia da Capital afirmou que há indícios de estupro, e luta corporal. A vítima tinha quatro perfurações feitas por faca na cabeça e sangue nas partes íntimas. A informação é que a jovem não tinha nenhum relacionamento com o acusado.

A polícia continua a procura de Raimundo que está foragido. Os índios juraram o acusado de morte.
 
Da Redação O Arauto Mamanguapense
Com blog tribuna do litoral
clenilsonpinto@yahoo.com.br

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

NOS DOMINGOS DE OUTRORA

O domingo está ensolarado, dia bom para ir à praia, principalmente para mim, que estou de férias da minha labuta diária, porém preferi ficar em casa curtindo a família e recordando as domingueiras de outrora.

Piscina principal
Acima, uma foto que retrata bem esse momento de nostalgia. Trata-se da Bica do Sertãozinho em Mamanguape, lugar muito frequentado por mim nos domingos ensolarados como este. Ali, eu e muitos amigos nos reunimos para celebrar a amizade, paquerar, admirar os animais, se refrescar com um bom banho de piscina e curtir os sons das bandas que por lá se apresentavam.


Hoje, não mais isto é possível. A bica que serviu de divertimento e lazer para varias gerações, já não existe mais, foi deteriorada pela ação do tempo e pela falta de gestão. As piscinas sumiram (Foto abaixo), os animais  ofuscaram-se, o público desapareceu e por falta de administração o patrimônio do povo virou ruína.

Ao centro, local onde ficavam as piscinas

Felizmente uma ação do ministério público mamanguapense poderá nos trazer a bica (Revitalizada) de volta. Segundo as informações, o ministério público acionou a prefeitura e o estado para saber a quem compete a responsabilidade da área. Em reunião realizada pelas partes interessadas, ficou decidido que a área onde ficava a bica, pertence ao Estado.

Conversei recentemente com o Secretário Executivo dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente do Estado, Fábio Agra, que me disse o seguinte:

Durante a reunião, o Estado reconheceu que a área pertence a ele e, brevemente estará realizando uma ação no local para identificar pontos de desmatamento, afugentar os invasores e demarcar a àrea.

Em comum acordo, ficou decidido que a área será revitalizada pelo Estado e transformada em área de preservação ambiental. Em parceria com a prefeitura local, os balneários serão reconstruídos e depois de revitalizada, caberá à prefeitura a administração da Bica.

Sendo assim, só nos resta esperar o 'tempo dos homens' enquanto damos sequência ao nosso. 
 
Da Redação O Arauto Mamanguapense
Com Blog Contraponto
clenilsonpinto@yahoo.com.br

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Capim: Prefeito e vereador trocam farpas durante sessão especial na Câmara Municipal

Imagem Ilustrada
"Parlamentar teria criticado gestão do rival, que não deixou barato e chamou desafeto de ladrão"

O prefeito do município paraibano de Capim, Sérgio Lima (PSDB) e o vereador Edvaldo Cruz (PMDB) trocaram tapas durante sessão especial na Câmara Municipal daquele município, nesta quinta-feira (17).

O prefeito foi à Câmara assistir a posse dos suplentes Caidoca (PSDB) e Rafael Dutra (PDT), que assumem mandato nos lugares de Biu Lucas (PSDB) - que tirou licença por problemas de saúde - e Fernando Cunha (PDT), que vai assumir a Secretária de Turismo do Município.

Durante o discurso, o vereador Edvaldo Cruz, que é um o pré-candidato mais bem avaliado nas pesquisas eleitorais para a eleição 2012, fez críticas e várias cobranças a Sérgio Lima.

Ao fazer uso da palavra, o prefeito deu o troco, chegando a chamar o parlamentar de “estelionatário”. Após muito bate-boca, os dois adversários partiram para a agressão física e só não terminou em uma coisa mais séria porque os aliados dos dois políticos entraram em ação e apartaram a briga.

Segundo testemunhas, o prefeito proferiu vários palavrões durante seu discurso e fez gestos obscenos para opositor enquanto era aplaudido pelos correligionários ao chamar o adversário de “ladrão”.

A discussão ainda teria se estendido ao estacionamento onde o chefe do Executivo teria se negado a retirar o seu carro, evitando a passagem do parlamentar, que irado foi embora da Câmara a pé.
 
Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br

Após denúncias da Revista Época; Governo da PB rescinde contrato de compra de R$ 11 milhões em livros

Deu no G1 da Globo: A Secretaria de Educação da Paraíba rescindiu nesta sexta-feira (18) um contrato de mais de R$ 11 milhões que havia sido firmado com uma editora, sem licitação, referente a compra de livros didáticos. De acordo com ato publicado no Diário Oficial do Estado a rescisão ocorreu de forma unilateral por interesse da administração estadual.


O G1 tentou durante toda a tarde um contato com a secretaria de Educação, mas a assessoria de imprensa do órgão informou que não sabia os motivos da rescisão do contrato e disse ainda que não conseguiu falar com o secretário para comentar o assunto. Nesta semana a revista Época trouxe uma reportagem em que um empresário faz um relato sobre uma suposta fraude em uma licitação de compra de livros, em 2010, na Prefeitura de João Pessoa que na época era administrada pelo atual governador Ricardo Coutinho (PSB).

Daniel Gonçalves diz que a empresa que ele é proprietário venceu, em janeiro de 2010, uma licitação para fornecer livros para o executivo municipal, mas não recebeu o pagamento, de R$ 2,3 milhões. Segundo ele, o dinheiro teria sido desviado para a campanha de Ricardo ao governoO governador considerou a declaração do empresário como uma "calúnia". Em seu programa semanal de rádio, Ricardo Coutinho garantiu que vai processar Daniel Gonçalves.

O contrato rescindido nesta sexta-feira (18) foi firmado com a HTC Editora para a aquisição de livros de sobre a cultura afro-brasileira e indígena para os alunos da rede estadual de ensino. Ele foi firmado no dia 31 de outubro, após ter sido determinada a inexigibilidade de licitação.

O processo licitatório teria sido considerado deserto por falta de concorrência. Em função disso, o governo seguiu o que determina a Lei 8.666 (conhecida como lei das licitações) e firmou o contrato. A oposição ao governo do estado chegou a levantar dúvidas sobre o motivo do contrato com a HTC Editora ter sido firmado sem licitação. Na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Vituriano de Abreu (PSC) apresentou um requerimento pedindo que o secretário de Educação, Afonso Scocuglia preste esclarecimentos.
 
Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br

Índios potiguaras da aldeia Taepe em Rio Tinto, bebem água insalubre, barrenta e contaminada por defensivos agrícolas

O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF/PB) convocará os alegados proprietários da área da aldeia potiguara Taepe, localizada no município de Rio Tinto (PB), próxima à Aldeia Cumaru e ao Rio Camaratuba, litoral norte do estado, para que justifiquem sua propriedade.

A convocação também objetiva a formalização de termo de ajustamento de conduta para viabilizar a construção de poço artesiano na comunidade indígena.

A medida foi tomada durante audiência, realizada na quarta-feira, 9 de novembro, na Procuradoria da República na Paraíba, com a participação do procurador regional dos direitos do cidadão, Duciran Farena, indígenas, representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai), Distrito Sanitário Especial Indígena Potiguara (DSEI) e prefeitura de Rio Tinto.

A comunidade indígena da aldeia Taepe vive situação dramática, constatada pelo MPF, em visita ao local, em julho de 2011, na qual verificou-se a falta de água e saneamento. As moradias situam-se num pequeno enclave de aproximadamente 10 hectares, cercados por propriedades rurais e plantios de cana. Não têm banheiro, não há água potável, nem poço artesiano. A água para consumo, retirada do Riacho Taepe ou do Rio Camaratuba é insalubre, barrenta e contaminada por defensivos agrícolas.

Saúde indígena - Também foi discutida na reunião a questão da assistência à saúde prestada aos índios desaldeados, como é o caso dos tabajaras localizados em João Pessoa. Segundo o representante do DSEI, quando o índio está fora da aldeia é assistido pelo SUS, no entanto, nesta fase de transição das ações de saúde da Fundação Nacional de Saúde para a Secretaria Especial de Saúde Indígena, prorrogada até o final de 2011, será rediscutida a questão da assistência do desaldeado pelos Distritos Sanitários Indígenas.

Dentre os encaminhamentos definidos na audiência, referentes à saúde indígena, está a requisição, pelo MPF à prefeitura de Marcação, da cessão dos postos de saúde das aldeias Ibiquara, Lagoa Grande e Três Rios ao Distrito Sanitário Indígena Potiguara. O Ministério Público ainda requisitará as prestações de contas dos recursos da saúde indígena do município de Baía da Traição, visto que o município não enviou a prestação de contas ao DSEI. 
 
Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Homem é assassinado com tiros de pistola na cabeça; imagens fortes

Foto Por SDPM Bruno / Blog A Bala Da Notícia
Um homem foi assassinado com tiros de pistola na cabeça, durante a tarde desta segunda-feira (14) na cidade de Jacaraú. A vítima foi identificada com sendo Lucenildo Araújo (vulgo Geladeira), 36 anos, residente no Bairro Caixa D'água, técnico em refrigeração.

Segundo a polícia, ele estava na casa de uma amiga, quando três homens em uma moto vermelha não identificada invadiram a residência e atiraram várias vezes contra Lucenildo que morreu na hora.
Foto Por SDPM Bruno / Blog A Bala Da Notícia
Testemunhas afirmaram a polícia que, a vítima chegou para residir em Jacaraú a cerca de seis meses, e que, além de ser usuário de drogas também traficava.

A perícia esteve no local e o caso está sendo investigado. Os suspeitos conseguiram fugir.
Foto Por SDPM Bruno / Blog A Bala Da Notícia
Policiais do destacamento de Jacaraú lotados na 2º Cia de Mamanguape foram acionados, diligências foram feitas, porém sem êxito.
 
Da Redação O Arauro Mamanguapense
Com o Blog a Bala da Noticia
clenilsonpinto@yahoo.com.br

Marcha contra a Corrupção faz apelo pela Ficha Limpa

Reunindo centenas de pessoas na Orla da Capital, a III Marcha contra a Corrupção realizada neste feriado da Proclamação da República foi mais uma ação popular para mostrar a indignação pela falta de ética e decência, principalmente na política.
Marcha contra a Corrupção
Foto Aguinaldo Mota

















Os manifestantes, a maioria estudantes, advogados e agricultores, fizeram muito barulho e com cartazes e faixas em mãos, expressaram a revolta pela situação do País que sofre com as mazelas provocadas pela corrupção.
No rosto de todos a indignação. Os sentimentos recaem principalmente para o Supremo Tribunal Federal que invalidou a Lei da Ficha Limpa, construída através da vontade popular, para as eleições do ano passado e ainda vai decidir se ela será válida para as próximas eleições.
Marcha contra a corrupção
Foto Aguinaldo Mota


















O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, na Paraíba, Odon Bezerra, deu ênfase à questão da força e participação popular.
"Estamos nas ruas em busca de respostas para esses atos. Estamos protestando de maneira simples, caminhando por um ideal",
Para o presidente da OAB-PB, o movimento deveria ter a participação de toda a sociedade porque são milhões que são desviados da Educação e da Saúde para uma minoria.
Marcha contra a corrupção
Foto Aguinaldo Mota


















"As pessoas estão desanimadas, desmobilizadas, mas é preciso fazer com que todos voltem a acreditar no seu poder de ação", reclama a estudante Fernanda Carvalho.
Em marcha rumo ao Largo da Gameleira, os manifestantes seguiram com o apoio de uma viatura do Corpo de Bombeiros e policiais da Rotam.

Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

VALE DO MAMANGUAPE: assaltantes seqüestram ônibus da Viação Rio Tinto; uma senhora foi baleada e um deles preso.

Acusado Felipe José, preso pela PM em Mamanguape
Após assalto ao Mercadinho Sofia na Vila Regina em Rio Tinto. Três elementos e um adolescente fugiram levando uma quantia em dinheiro ainda não informada. A família do popular Leno, dono do Mercadinho ficou refém dentro do escritório do estabelecimento. Um dos acusados foi detido na cidade de Mamanguape, trata-se de Felipe José da Silva Ferreira, 18 anos, residente no Bairro do Mutirão em Bayeux. Com ele a polícia apreendeu um revolver calibre 38 e munição.
Foto Por Lenilson Balla / Revolver calibre 38 apreendido com o Felipe José
Um ônibus da viação Rio Tinto foi seqüestrado. Uma mulher foi baleada durante a ação dos criminosos. A todo momento, ele pedia para que o motorista seguisse por caminhos diferentes o ameaçando de morte.

A ação durou algumas horas e, após negociação com a polícia, o seqüestrador entregou um revólver calibre 38, e liberou os demais reféns se entregando.
O Arauto Mamanguapense
Próxima a Santa Rita, o motorista do ônibus se deparou com o primeiro bloqueio policial. Ele não parou o veículo e chegou a bater na viatura da PRF, que rodou na pista. Vários tiros foram disparados e os pneus do ônibus foram atingidos. Houve gritaria e pedidos de socorro.

O bandido mandou que o motorista entrasse na cidade de Santa Rita, rodando por quase uma hora. Depois ordenou que o veículo fosse para Campina Grande pela BR-230.
O Arauto Mamanguapense
Como havia um bloqueio policial próximo a antiga Manzuá, ele mandou o motorista pegar o contorno e voltar para João Pessoa. 

O motorista, Rafael Araújo, disse que ficou apavorado e que pensava que ia morrer. "Ele me ameaçava a todo momento com um revólver na minha cabeça. Eu achava que ia morrer. Depois, só consegui ouvir os tiros e mais nada". informou.

Homens da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, BPTran, 2º Cia de Mamanguape e Força Tática do 7º Batalhão da PM estiveram na ação. A perseguição durou mais de 15 minutos.

Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br

Brasil: Movimentação é normal na Rocinha no primeiro dia útil após ocupação No Largo do Boiadeiro, muitas pessoas passam para ir trabalhar. Principais acessos da comunidade seguem cercados.


A movimentação na Favela da Rocinha, Zona Sul do Rio, é normal na manhã desta segunda-feira (14), véspera do Feriado da Proclamação da República. Chove na região. No Largo do Boiadeiro, é grande o número de pessoas que saem de casa para trabalhar. Policiais permanecem no local, distribuídos pelos principais acessos à comunidade.
As escolas seguem fechadas e só devem reabrir na quarta-feira (16). O trabalho de revista dos moradores, que foi interrompido durante a noite, será retomado nesta manhã.

Varredura

O trabalho de varredura nas comunidades da Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu, na Zona Sul do Rio de Janeiro, à procura de traficantes, drogas e armas, não tem data para terminar. Segundo o secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, por se tratar de uma área muito grande, ainda há muitos pontos a serem vasculhados. Por isso, a polícia quer contar com a ajuda dos moradores.
De acordo com investigações da polícia, mesmo depois da prisão de Antonio Bonfim Lopes, o Nem, apontado como chefe do tráfico na Rocinha, ainda poderiam estar escondidos na Rocinha quase 200 bandidos.

Mas para onde teriam ido todos eles? "É no mínimo temerário dizer que não tem mais ninguém naquele lugar. E o objetivo da polícia estar num lugar desse de uma forma maciça é exatamente no sentido de identificar estas pessoas ou qualquer outro equipamento criminoso que eles, por ventura, eles possam ter”, disse Beltrame.

Durante o primeiro dia de ocupação nas comunidades da Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu, a polícia prendeu quatro pessoas, apreendeu 20 pistolas, 15 fuzis, duas espingardas e uma submetralhadora, além de 20 rojões e três granadas, segundo balanço da operação Choque de Paz, que visa instalar uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) na região.
Um homem foi preso na noite deste domingo (13) suspeito de tentar subornar policiais civis durante uma revista em uma residência na Rocinha, na Zona Sul do Rio. Ainda de acordo com a polícia, ao ser perguntado sobre celulares encontrados com mensagens de pedidos de entrega de drogas, o suspeito ofereceu R$ 3 mil para tentar subornar os policiais.

Armas e ossadas
Foram localizados também 112 quilos de maconha, 80 tabletes de maconha, 60 quilos de pasta base de cocaína, 145 trouxinhas de maconha e 14 tabletes de cocaína, além de máquinas caça-níqueis, bombas artesanais, uma farda do Exército e uma camisa da Polícia Civil.
Parte do armamento encontrado estava enterrada em uma viela da Rocinha. Em dois dos fuzis, o desenho de um coelho, apelido do traficante preso dias antes tentando fugir da favela. Anderson Mendonça foi preso com outros quatro comparsas, na quarta-feira (9). Eles estavam sendo escoltados por policiais civis, um ex-policial militar e um PM reformado, que também foram capturados.
PMs e policiais federais acharam com a ajuda de cães farejadores ossadas enterradas no alto da favela do Vidigal. Eles receberam informações de moradores.
Favelas tomadas após 2 horas e sem disparos

A retomada das favelas pelas forças de segurança começou por volta de 4h. A ação durou 2 horas e não houve troca de tiros. A megaoperação reúniu 3 mil homens das polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal, além de 194 fuzileiros navais, 18 veículos blindados, 4 helicópteros da PM e 3 da Polícia Civil. Os helicópteros jogaram panfletos com números de telefones para denúncias.
 
O Batalhão de Operações Especiais (Bope) estudou durante vários dias os detalhes do terreno a ser reconquistado, numa estratégia para evitar vítimas e para agir a qualquer ação dos traficantes. O apareato reúnia três tipos de blindados da Marinha: o Clamf, o maior e mais pesado, com 23 toneladas; o M113, menor e mais ágil; e o Piranha, que anda sobre rodas.

Cerca de 300 homens do Bope entraram na Rocinha por seis acessos importantes da comunidade: Via Ápia, Terreirão, Roupa Suja, Estrada da Gávea, Laboriaux e Um Nove Nove, além de dezenas de pontos na mata. As favelas do Vidigal e Chácara do Céu foram retomadas por 800 policiais do Batalhão de Choque. Depois, foi a vez das outras forças de segurança entrarem em ação.




Outros 1,3 mil homens se espalharam por toda a cidade. Foram montados bloqueios nas principais saídas do Rio. O comando da operação não permitiu que os policiais usassem mochilas no interior das favelas, em uma tentativa de impedir saques aos moradores como houve no Complexo do Alemão.
Na Rocinha, homens do Bope usaram um trator para recolher motos roubadas que tinham sido abandonadas na rua. No Vidigal, colchões queimados e óleo jogado na pista, além de lixo e uma televisão, foram alguns dos obstáculos usados por criminosos para tentar impedir a retomada do território.

Às 6h08, pouco mais de duas horas depois do início da operação, segundo a Secretaria de Segurança, o território de 840 mil m2 da Rocinha e os 70 mil moradores estavam livres do domínio dos traficantes.


No início da tarde, as bandeiras do Brasil e do estado do Rio de Janeiro eram hasteadas nas favelas do Vidigal e da Rocinha para oficializar a retomada do território. No Vidigal, a informação é de que 160 homens do Batalhão de Choque vão permanecer na comunidade até que a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) seja implantada.


Visão da Favela da Rocinha na noite deste domingo, após ocupação (Foto: Rodrigo Vinna/G1) 
Visão da Favela da Rocinha na noite deste domingo, após ocupação.

O secretário de Segurança disse que a partir de agora é o estado que controla uma área dominada ha décadas pelo crime organizado." O dia de hoje iniciamos a segunda fase de um trabalho que começou no inicio deste mês", disse. "Esse trabalho começou e não tem data para encerrar. É a libertação do jugo do fuzil", completou.

O governador Sérgio Cabral comemorou o resultado da operação. “Hoje é um dia histórico de mais um capítulo na paz do Rio de Janeiro”, disse. “Graças a unidade, a união das forças públicas que trabalharam por um bem comum", completou.

A polícia pede ainda que a população continue colaborando, dando informações sobre criminosos, armas e drogas escondidos nas favelas da Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu. "Denunciem e ajudem. A população pode ligar para o Disque-Denúncia (2253-1177) ou para o 190 para nos ajudar a localizar criminosos, armas e drogas. Permaneceremos nas comunidades por tempo indeterminado", frisou o chefe de Estado Maior Operacional da Polícia Militar.

Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br

domingo, 13 de novembro de 2011

NOSSA POLICIA ESTÁ DE PARABÉNS: APÓS SEQUESTRAR ÔNIBUS DA VIAÇÃO RIO TINTO, MENOR É APREENDIDO.

Ônibus parado após ter os pneus estourados pelos policiais 
O menor J.R.L.M., de 17 anos, foi apreendido por policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) e do 7º Batalhão de Polícia Militar (BPM) após sequestrar um ônibus da Empresa Rio Tinto, que fazia a linha de Mamanguape a João Pessoa.
O fato aconteceu por volta das 9h30 deste domingo, 13, na comunidade conhecida por Barriga d´água, que fica localizada às margens da BR-230, no município de Santa Rita.

Ônibus cercado pela Polícia Militar na Comunidade Barriga d´água 

De acordo com informações de testemunhas, em determinado trecho da viagem o jovem, que estava armado com um revólver calibre 38, se levantou e tentou assaltar os passageiros. Minutos depois a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) receberam a informação e iniciou-se uma perseguição ao ônibus, que só foi parado após os policiais estourarem os pneus a tiros.

Após totalmente parado, o menor tentou fugir em direção a um matagal, mas foi apreendido logo após pular a mureta que cerca a BR-230.

 Passageira ferida




Segundo informações da PM, o acusado teria ferido à bala uma passageira do ônibus, ainda não identificada, durante o sequestro. No entanto, familiares do menor que estiveram no local chegaram a acusar os próprios policiais de ter efetuado o disparo que feriu a vítima.

Segundo uma moça que se dizia parente de J.R.L.M., mas que não quis se identificar, um passageiro disse aos familiares que o jovem não disparou nenhum tiro dentro do ônibus.
Ainda segundo os familiares, o menor é morador do município de Bayeux, estudante e não tem envolvimento com drogas. O motivo que o levou a cometer o crime ainda é desconhecido.


Mamanguape 

Um dos bandidos foi preso ainda no Viaduto em Mamanguape, quando estava em fulga ele foi rendido e levado para Companhia de Policia Militar no centro de Mamanguape, com ele foi encontrado um revolver usado na ocorrência.

Da Redação O Arauto Mamanguapense.
clenilsonpinto@yahoo.com.br


O Blog O Arauto Mamanguapense, vem de publico agradecer ao leitor que postou comentário sobre a Prisão do Chefão do trafico no Rio de Janeiro "O Nen da Rocinha" O seu comentário grande amigo,foi brilhante. Parabéns de todos que fazem a Redação O Arauto Mamanguapense em 13 de Novembro de 2011. Clenilson Pinto.

ANÔNIMO: Essas ocupaçoes dao resultado. Nao ha o que se falar nesse sentido.

Obviamente um problema de décadas nao vai ser resolvido de uma hora pra outra. O caminho ao menos foi acertado.

Cabral esta fazendo o que ninguem fez ate hoje que é ocupar com força policial e de forma permanente. Antes ficavam governadores e secretários batendo cabeça.

Prisao do Nem só vem a a ser mais uma que deve ser elogiada, assim como a UPP da Rocinha.

A maior favela do Rio será ocupada. A mais perigosa, que era o compelxo, tambem foi ocupada. Cabral está é bem demais.

Deu no Blog do Bala:

Mais uma da série “Baú Político”. Esse trio aí era forte. Voltamos no tempo, precisamente ao ano de 1988, quando naquela época essas figuras faziam história na política do Vale do Mamanguape.

Esse registro foi feito na piscina da nascença em Itapororoca. Na foto histórica os ex-prefeitos, Aécio Flávio Fernandes (Mamanguape), Marcos Gerbasi (Rio Tinto), e o saudoso in memorian Geraldo Mendes (Itapororoca). Ambos eleitos em 88 ao executivo nos seus respectivos municípios. 
 
O Arauto Mamanguapense

NCAP inspeciona delegacia de Itapororoca

A equipe do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial do Ministério Público da Paraíba inspecionou a Delegacia de Itapororoca (a 62Km de João Pessoa), para verificar as condições de funcionamento do órgão.

A exemplo da maioria das delegaciais existentes na Paraíba, a equipe constatou a deficiência de pessoal, falta de viatura e outras situações que necessitam ser melhoradas.

De acordo com a promotora de Justiça que compõe o Ncap, Ana Maria de França, “a Delegacia inspecionada retrata a situação caótica da Polícia Civil encontrada nos demais Municípios do Estado. Além da deficiência de pessoal, a Delegacia sequer dispõe de telefone, viatura e acesso à internet, requisitos mínimos para uma boa prestação de serviço à comunidade”.

Sob o comando das promotoras de Justiça, Anita Bethânia Rocha e Ana Maria França a inspeção verificou o trâmite dos inquéritos policiais e demais procedimentos instaurados a partir do ano de 2008. Apurou o estado e a regularidade dos registros em livros, assim como a movimentação, guarda e conservação de documentos, exames periciais, entre outros.

“Apesar da Delegacia contar com apenas um Delegado e um Escrivão, não foram encontradas maiores irregularidades na inspeção. A requisição de instauração de alguns inquéritos policiais será objeto de Recomendação a ser expedida pelo NCAP”, afirmou a promotora Anita Bethânia. “O que nos preocupou foi a constatação de que no dia de segunda-feira, a feira livre do Município é instalada na frente da Delegacia, dificultando o acesso da população, uma vez que veículos não conseguem chegar ao local” acrescentou.

Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br

DEU NO BLOG DE TIÃO: EMPRESÁRIO ACUNHA EM RICARDO ATRAVÉS DA ÉPOCA E PREFEITURA DESACUNHA


A edição desta semana da Revista Época traz uma denúncia contra a Prefeitura de João Pessoa e também contra o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB). O caso não é novidade para quem acompanha o noticiário local, mas dá amplitude nacional às queixas do empresário Daniel Cosme Guimarães Gonçalves(foto), da New Life Distribuidora de Livros.
Ele afirma ter vendido R$ 2,3 milhões em livros didáticos para a prefeitura de João Pessoa em março de 2010, mas não recebeu o dinheiro porque o representante de sua empresa, segundo ele, não teria autorização para movimentar valores, mas recebeu o cheque entregue pela Prefeitura e não repassou os valores para a New Life.

- Entreguei todos os lotes, conforme atestado de capacidade técnica expedido pela Prefeitura de João Pessoa. Só que no ato do recebimento deste pregão, o valor de R$ 2,29 milhões, eu estava fora da Paraíba, participando de uma licitação no Maranhão e a pessoa que me representava, Pietro Harley, que não tinha nenhuma procuração pública dando poderes para receber o dinheiro. Eu procurei a Prefeitura porque o dinheiro não tinha entrado e procurei Ricardo Madruga, o tesoureiro e ele disse que tinham sido pagos os cheques. Eu disse que o dinheiro não tinha entrado na minha conta. Ele teve uma reação de susto e falou que o processo tinha sido feito com "ordem lá de cima" e que o pagamento tinha saído em cheques... me pergunto porque a Prefeitura pagou três empresas com transferência conta a conta e no meu caso sairam os cheques em nome de pessoa física.

A PREFEITURA
 
a Prefeitura de João Pessoa emitiu uma nota e se defendeu das acusações do empresário Daniel Gomes, da New Life Distribuidora de Livros. No texto, a gestão municipal reafirma a lisura do processo e direciona a queixa do empresário ao sócio dele, Pietro Harley.
Daniel disse ter sido vítima de má fé ao não ter recebido um pagamento da ordem de       R$ 2,3 milhões e acusou a prefeitura de agir com má ao fazer o pagamento a Pietro, que, segundo ele, não teria autorização da New Life para ficar com o dinheiro.

A nota emitida pela Secretaria de Educação, contudo, contesta frontalmente os argumentos de Daniel: "Em todo o processo licitatório a empresa New Life foi regularmente representada por um de seus sócios, não havendo nenhuma impugnação durante todo trâmite do processo. Pelo contrário, houve anuência expressa do Sr. Daniel Gomes, inclusive com todos os documentos de representação constando no procedimento".
 
Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br

Corpo de ex-presidiário é encontrado crivado de bala em Mamanguape

Por volta das 04h30 deste sábado (12), populares do Conj. Cícero Lucena (rua do meio) encontraram o corpo de Ailton Alves Bezerra (vulgo Louro Zé), 26 anos. O mesmo residia na comunidade do Zabelê que fica no Bairro de Sertãozinho, em Mamanguape.

A Polícia foi comunicada e fez o isolamento da área, peritos do GEMOL foram acionados para fazer a remoção do corpo.

Segundo a polícia, Ailton era ex-presidiário e respondia por furto e tráfico. Ele foi executado com aproximadamente 6 disparos de arma de fogo.

Até o fechamento desta matéria a polícia ainda não tinha informações dos autores da execução.
 
Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br

sexta-feira, 11 de novembro de 2011