segunda-feira, 14 de novembro de 2011

VALE DO MAMANGUAPE: assaltantes seqüestram ônibus da Viação Rio Tinto; uma senhora foi baleada e um deles preso.

Acusado Felipe José, preso pela PM em Mamanguape
Após assalto ao Mercadinho Sofia na Vila Regina em Rio Tinto. Três elementos e um adolescente fugiram levando uma quantia em dinheiro ainda não informada. A família do popular Leno, dono do Mercadinho ficou refém dentro do escritório do estabelecimento. Um dos acusados foi detido na cidade de Mamanguape, trata-se de Felipe José da Silva Ferreira, 18 anos, residente no Bairro do Mutirão em Bayeux. Com ele a polícia apreendeu um revolver calibre 38 e munição.
Foto Por Lenilson Balla / Revolver calibre 38 apreendido com o Felipe José
Um ônibus da viação Rio Tinto foi seqüestrado. Uma mulher foi baleada durante a ação dos criminosos. A todo momento, ele pedia para que o motorista seguisse por caminhos diferentes o ameaçando de morte.

A ação durou algumas horas e, após negociação com a polícia, o seqüestrador entregou um revólver calibre 38, e liberou os demais reféns se entregando.
O Arauto Mamanguapense
Próxima a Santa Rita, o motorista do ônibus se deparou com o primeiro bloqueio policial. Ele não parou o veículo e chegou a bater na viatura da PRF, que rodou na pista. Vários tiros foram disparados e os pneus do ônibus foram atingidos. Houve gritaria e pedidos de socorro.

O bandido mandou que o motorista entrasse na cidade de Santa Rita, rodando por quase uma hora. Depois ordenou que o veículo fosse para Campina Grande pela BR-230.
O Arauto Mamanguapense
Como havia um bloqueio policial próximo a antiga Manzuá, ele mandou o motorista pegar o contorno e voltar para João Pessoa. 

O motorista, Rafael Araújo, disse que ficou apavorado e que pensava que ia morrer. "Ele me ameaçava a todo momento com um revólver na minha cabeça. Eu achava que ia morrer. Depois, só consegui ouvir os tiros e mais nada". informou.

Homens da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, BPTran, 2º Cia de Mamanguape e Força Tática do 7º Batalhão da PM estiveram na ação. A perseguição durou mais de 15 minutos.

Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br
Postar um comentário