sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Acusado de estuprar e matar barbaramente a jovem Nacélia de Mataraca continua foragido ‘veja imagem da garota aqui’

A jovem Nacélia Camilo Gerônimo de 19 anos foi encontrada morta com quatro facadas na cabeça na tarde do dia 18 deste mês, no município de Mataraca a 83 km de João Pessoa. O crime chocou e revoltou toda a população de Mataraca e Vale do Mamanguape.

O acusado do estupro seguido de morte continua foragido. Segundo informações de populares, ele estaria na região da Praia de Coqueirinho na cidade de Marcação. Porém as informações ainda não foram confirmadas.
Relembre o caso

Segundo informações, o pai da vítima, Hélio Camilo Gerônimo saiu da granja onde trabalhava como administrador para ir até o centro da cidade que fica a pouco mais de 1 km e deixou a filha em casa. Ao retornar não encontrou Nacélia e ao procurá-la nos arredores da casa encontrou o corpo da filha no capinzal que fica nas proximidades das baias dos animais.

O principal acusado é o ex-presidiário Raimundo Alves de Freitas de 20 anos. O acusado trabalhava na granja como tratador de cavalos e era amigo do pai da vítima. De acordo com populares, os homens se conheciam a mais de dez anos e Hélio quem convidou o acusado para trabalhar na granja. Raimundo estava há 1 ano e 7 meses no trabalho.

O acusado está foragido e a perícia da Capital afirmou que há indícios de estupro, e luta corporal. A vítima tinha quatro perfurações feitas por faca na cabeça e sangue nas partes íntimas. A informação é que a jovem não tinha nenhum relacionamento com o acusado.

A polícia continua a procura de Raimundo que está foragido. Os índios juraram o acusado de morte.
 
Da Redação O Arauto Mamanguapense
Com blog tribuna do litoral
clenilsonpinto@yahoo.com.br

Postar um comentário