quarta-feira, 11 de julho de 2012

24h de negociação com MS, índios liberam reféns na cidade de Marcação

Já estão em liberdade os dois funcionários da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) que foram mantidos reféns por mais de 24h, na Aldeia Ibiquara no município de Marcação, no Litoral Norte paraibano.


Segundo o cacique José Roberto da Silva, conhecido como ‘Cacique Bel’, os reféns só foram liberados, por volta das 16h, desta terça-feira (10), porque o Ministério da Saúde ( MS) atendeu a reivindicação dos indígenas. O grupo cobra melhoria na saúde, combate a desnutrição e a saída da chefe do Sesai na Paraíba, Roberta Amaral.


Ainda de acordo com o cacique, uma reunião foi agendada para o dia 31 de julho em João Pessoa com representantes do MS para discutir a situação da aldeia e traçar estratégias no combate mortalidade infantil e desnutrição.
Entenda o caso
Dois funcionários do Sesai foram feitos reféns nesta segunda-feira (9), por índios da Aldeia Ibiquara no município de Marcação, no Litoral Norte paraibano.
Eles exigem a saída da chefe do Sesai na Paraíba, Roberta Amaral, e melhorias na saúde na comunidade indígena. Um advogado estava sob os poderes dos índios dentro de uma escola.
As vítimas receberam todas as condições de sobrevivência.
Da Redação O Arauto Mamanguapense
Com Informações do Portal Correio
clenilsonpinto@yahoo.com.br
oarautomamanguapense@gmail.com
Postar um comentário