segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

BALANÇO POLICIAL DO FIM DE SEMANA EM MAMANGUAPE E REGIÃO

 Após discussão, homem é assassinado a tiros na Zona Rural de Rio Tinto.

 

Um homem foi assassinado a tiros na tarde deste domingo (2), na localidade de Cravassú, Zona Rural de Rio Tinto. A vítima é o pedreiro Evandro da Silva Freire, 49 anos. O fato aconteceu por volta das 14h0.Segundo informações de populares colhidas no local pela Polícia Militar, Evandro bebia com alguns amigos as margens do Rio Cravassú, quando em dado momento, entrou em atrito com um homem identificado como sendo José Ronaldo Sales, cabo da Polícia Militar da Paraíba, residente no distrito de Lerolândia, cidade de Santa Rita, região metropolitana da Capital. Conforme ainda apurado pela Polícia a vítima teria soltado piadas para a esposa do acusado.

 


Após a discussão, o pedreiro teria ido até sua casa e voltado armado com um facão para tomar satisfação com o acusado, foi quando recebeu aproximadamente seis disparos de arma de fogo que atingiu peito, braço e tórax, Evandro morreu na hora. A área foi isolada e o DML solicitado para a remoção do corpo. No início da noite, o PM aprensentou-se ao 7º Batalhão e foi trazido para DPC de Mamanguape onde foi ouvido pelo delegado plantonista.

Mamanguape: Polícia Civil desarticula quadrilha e prende 6 por tráfico de drogas 

 

Nas primeiras horas deste sábado (1) uma operação conjunta entre a Polícia Civil de Mamanguape e o GOE (Grupo de Operações Especiais), colocou na cadeia uma quadrilha acusada de tráfico de drogas em Mamanguape. A ação policial foi comandada pelo delegado Diego Garcia, titular da DPC de Mamanguape e ao todo cumpriu seis mandados de prisão, busca e apreensão.


Foram presos 4 mulheres e 2 homens, são eles: Ivanilda Maria da Silva, 18 anos, Daiane Baraúna Vieira, 19 anos, Raiana Coutinho de Oliveira, 21 anos, Francineide Campelo da Silva, 34 anos, além de José Gasparino da Silva, 45 anos e José Carlos da Silva de 46 anos. Alguns dos acusados são réus confessos e já tinham passagem pela polícia pelo crime de tráfico de drogas. As investigações tiveram início há dois meses. Com a quadrilha foi apreendido, certa quantia de dinheiro, papelotes para embalar a droga e uma agenda com anotações de nomes e valores de possíveis clientes e viciados, material produto do crime.

Da redação O Arauto Mamanguapense
Com informações do PBVALE
clenilsonpinto@yahoo.com.br


Postar um comentário