segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Inquérito da Polícia Federal vai investigar piloto que fez voos rasos em praias da Paraíba Piloto do avião PR-RRP, modelo Piper PA-28RR201 fez várias manobras arriscadas em baixa altitude chegando bem próximo das pessoas que estavam na praia

A Polícia Federal instaurou um inquérito contra o piloto da aeronave monomotor que colocou em risco a vida de centenas de banhistas das praias no Litoral da Paraíba, nesse domingo (12), ao fazer uma série de voos rasantes a poucos metros da areia. A Agência Nacional de Aviação Civil também irá solicitar o plano de voo do avião.
O piloto foi levado à Superintendência da Polícia Federal, em João Pessoa, após ser denunciado por banhistas e pelo presidente do Aeroclube, Rogério Iazaby. Ele prestou depoimento ao delegado de plantão da PF e foi liberado. Segundo a assessoria, será apurado se houve crime e o tipo de infração cometida.
A assessoria também solicitou que as pessoas que tenham o episódio documentado, em fotos ou vídeos, enviem para a PF, de forma que colaborem com a apuração.
Segundo o relato de banhistas, o piloto do avião PR-RRP, modelo Piper PA-28RR201, fez várias manobras arriscadas chegando bem próximo das pessoas que estavam na praia. O monomotor podia ser visto em baixa altitude desde as praias do município de Cabedelo, na Grande João Pessoa, passando pelas praias da Capital, até o Litoral Sul do estado.
Conforme o Registro Aeronáutico Brasileiro da Anac, o avião é de propriedade de Fábio Bezerra de Melo Pereira. Ele também está registrado como o operador, mas não há a confirmação se Pereira estava pilotando a aeronave.

Registro da aeronave
Foto: Registro da aeronave
Créditos: Anac
O vídeo com o registro da aeronave fazendo um desses voos rasantes está circulando nas redes sociais.
Pelo Instagram, internautas contam que a manobra de baixa altitude foi repetida pelo menos três vezes, só na praia de Camboinha.
Assista ao vídeo 

"Um avião de pequeno porte está voando há pouquíssima distância dos banhistas na Praia do Seixas. Além disso, o piloto está realizando manobras perigosas, fazendo com que as pessoas se retirem do mar", conforme a usuária Anne Nunes postou no Facebook como legenda da foto que mostra o avião voando a poucos metros do mar. Ela disse ao Portal Correio que a aeronave fez quatro voos rasantes na Praia do Seixas e muitos banhistas foram embora com medo.
A imprudência do piloto foi denunciada ao Aeroclube de João Pessoa, à Infraero, e à delegacia da Polícia Federal do Aeroporto Castro Pinto. A secretaria do Aeroclube informou ao Portal Correio que o piloto não é paraibano e está na cidade há poucos dias.

Caso também foi visto no Litoral Sul da Paraíba
Foto: Caso também foi visto no Litoral Sul da Paraíba
Créditos: Reprodução/ Facebook/Douglas Uchoa

Da Redação O Arauto Mamanguapense
Com informações do Portal Correio
clenilsonpinto@gmail.com
clenilsonpinto@yahoo.com.br
Postar um comentário