segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

De 3 a 33%: Ricardo anuncia reajuste dos servidores; veja percentuais e categorias beneficiadas

O governador Ricardo Coutinho anunciou em seu programa semanal de rádio os percentuais de reajuste que serão concedidos aos servidores públicos do Estado.
O funcionalismo terá 3% de reajuste linear. 

Mas o salário base de todas as categorias será atualizado de acordo com o novo salário mínimo, de R$ 622,00, o que representa aumento de 14,26%.
"Esse será o valor que estará na cabeça do contracheque", garantiu Ricardo Coutinho.
Os novos valores serão pagos na folha de janeiro.

"Todo ano, para mais ou para menos, de acordo com as condições do Estado, vamos estar recompondo os salários nesta data", antecipou Ricardo Coutinho.
O reajuste terá um impacto anual de R$ 305,5 milhões - são R$ 23,5 milhões a mais por mês nas finanças do Estado.
A folha mensal passa de R$ 215 milhões para R$ 238 milhões.
Tratamento especial
Funcionários da segurança pública receberam tratamento diferenciado, sendo beneficiados com aumento que varia de 13,12% a 18,48% de aumento.
O magistério também recebeu tratamento especial.

Os professores terão reajuste médio de 10%, chegando a 33% para docentes com título de doutor.
O menor piso, segundo o governador, será de R$ 1.303,00. Ele também reajustou a bolsa desempenho, diferenciando de acordo com a titularidade.
Professores com especialização terão bolsa de R$ 380,00; com mestrado R$ 500,00 e com doutorado R$ 610,00.

Ainda foram contemplados com índices diferenciados os profissionais da Saúde. Os aumentos variam de 3,73% a 14,12%.
Além deles, servidores do Fisco terão reajuste de 9,5% e defensores público de 13%.
O Governo do Estado havia prometido negociar com todas as categorias. Mas resolveu determinar o percentual com base nas projeções orçamentárias para 2012.

"Estamos aplicando os reajustes depois de exaustivo esforço", disse Ricardo Coutinho, que acrescentou:
"Não vamos tornar ninguém rico por causa de reajuste - quem disser isso está mentindo".

Veja a discriminação do aumento por categoria:
· O servidor passa a ter o salário mínimo como vencimento básico (na cabeça do contracheque) com o aumento de 14,26%, saindo de R$ 545,00 para R$ 622,73.
· O aumento geral varia, entre as diversas categorias, de 3 a 33%.
· Na Policia Militar e Corpo de Bombeiros, a variação é de 13,11% a 18,5%.
· Para Polícia Civil, o reajuste é de 16%.
· Para professores e profissionais de Educação em geral, o reajuste vai de 10,84% a 33,38%.
· Na Saúde, os índices para os servidores variam de 3,73% a 14,12%.
· Servidores do Fisco terão aumento de 9,5%.
· Defensores públicos ficam com 13% de aumento.

Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br
Postar um comentário