segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Novo atentado no Iraque deixa ao menos 5 mortos e 27 feridos Ataque ocorreu contra o Ministério do Interior, no centro de Bagdá. É o segundo atentado após a retirada das tropas americanas do país.

Cinco pessoas morreram nesta segunda-feira (26) em um novo atentado suicida contra o Ministério do Interior no centro de Bagdá, no Iraque. Pelo menos 27 pessoas ficaram feridas no ataque de um carro-bomba.O suicida usou a abertura da porta do ministério, depois que os guardas autorizarem a entrada de funcionários encarregados da manutenção elétrica, segundo um funcionário do governo iraquiano.
O Iraque sofreu nos últimos dias uma série de ataques em um cenário de crise política aguda entre xiitas, maioria no país, e sunitas, que paralisa as instituições e ameaça o frágil equilíbrio entre as duas comunidades.

Primeiros ataques
Diversas explosões foram registradas em Bagdá, no Iraque, nesta quinta-feira (22), de acordo com informações do governo iraquiano. Ao menos 40 pessoas morreram e mais de 100 teriam ficado feridas, de acordo com o Ministério da Saúde.

Da Redação O Arauto Mamanguapense
Com G1
clenilsonpinto@yahoo.com.br

É a primeira onda de ataques coordenados no país após a retirada das tropas dos Estados Unidos, no domingo (18).

Fim da ocupação
Na quarta-feira (21), o governo iraquiano completou seu primeiro ano no cargo, em plena crise política, poucos dias após a saída dos militares americanos.Autoridades judiciais do Iraque emitiram na segunda-feira (19) uma ordem de prisão do vice-presidente sunita, Tareq al Hashimi, acusado de delitos de terrorismo, informou um porta-voz do Ministério do Interior, general Adel Daham.A conclusão da retirada norte-americana no domingo (18) pôs fim a quase nove anos de guerra, mas deixou muitos iraquianos temerosos de que uma paz instável entre a maioria xiita e os sunitas possa entrar em colapso, reacendendo a violência sectária.

Saldo da guerra
Considerando óbitos até o dia 1º de dezembro de 2011, o número de mortes de civis por ataques suicidas, bombas, execuções e trocas de tiros no Iraque era estimado entre 104 mil e 113 mil, segundo a ONG Iraq Body Count.Entre os militares, foram cerca de 4,5 mil mortes e 32 mil feridos, segundo números do Pentágono norte-americano. Pelo lado dos britânicos, foram 179 soldados mortos e outros países perderam, somados, 139 militares em combate.Policiais e soldados iraquianos mortos somaram 20 mil durante os nove anos de conflitos e mais de 19 mil insurgentes também faleceram durante a guerra.
Postar um comentário