terça-feira, 20 de março de 2012

O ÚLTIMO ADEUS AO AMIGO JÚNIOR


Uma verdadeira multidão compareceu na tarde de ontem, Segunda - Feira 19/03/2012, no volório e cortejo do amigo Júnior da Energiza.No semblante de todos os presentes, era comum o aspecto de tristeza; era como se todos não acreditassem no acontecido. Era gente chorando que dava dó. Em determinado momento, seu Pai, numa tentativa em vão de aliviar a dor pela perca de seu querido 'menino', bradou:
 "Políticos corruptos, por causa dessas leis um beberrão matou meu filho, matou um homem de bem, um Pai de família, mas já está solto". 


A comoção tomou conta de todos, e não era por menos, Júnior era um amigo querido, mais do que ninguém sabia fazer amizades, seu jeito sorridente e extrovertido cativava à todos que o conhecia, era verdadeiramente um cara do bem.

A notícia de sua morte pegou todos nós de surpresa, principalmente por que ela veio de forma absurda. Numa semana em que vários automóveis do Vale do Mamanguape estampam em seus para-brisas um adesivo com a frase Paz no Trânsito, o Trânsito não teve Paz. Na verdade ele nunca terá enquanto aloprados irresponsáveis continuarem a pegarem seus automóveis e saírem por ai, enchendo a cara para depois fazerem vítimas em nossas estradas, causando sofrimento as famílias do alheio. E foi pelas mãos de um Irresponsável desses, que nosso amigo se foi para nunca mais voltar.


Existem pessoas em nossas vidas que nos deixam felizes pelo simples fato de terem cruzado o nosso caminho, e Júnior era uma delas. Não quis vê-lo morto, prefiro ter em minha mente a imagem de como ela era em vida:


Um ótimo vizinho, um cara alegre e sorridente que todos amavam logo no primeiro contato.

J amais esqueceremos do grande amigo que você foi
U nião sempre foi o seu legado
N ão podemos voltar o tempo, mas se pudéssemos te diríamos o quanto você era especial; 
 I  ntrigante mesmo será conviver com essa realidade
O lhar para os lados e perceber que não estás mais entre nós. A nossa
R ua ficou mais triste, será difícil olhar para debaixo da árvore, e ter a certeza que nunca mais você estará por lá.

Adeus grande amigo.
Da Redação O Arauto Mamanguapense
Com a colaboração do Blog Contra Ponto: http://www.contrapontopb.com.br
clenilsonpinto@yahoo.com.br
Postar um comentário