segunda-feira, 16 de abril de 2012

Médico diz que Sarney correu risco de ter infarto

José Sarney

       
José Sarney



















O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), deu entrada ao hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, no final da tarde de sábado (14), com risco de infarto. Foi o que informou o médico Roberto Kalil Filho, coordenador da equipe médica que atende o senador.

Sarney foi submetido a um exame de cateterismo e a uma cirurgia de angioplastia para desobstrução de uma artéria.  O quadro clínico do senador é estável. A previsão, segundo o boletim médico divulgado às 13h deste domingo, é que ele permaneça na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) até amanhã (16), quando deve ser transferido para uma unidade semi-intensiva.

Kalil Filho recomendou a antecipação de exames já previstos para quinta-feira (19), após Sarney se queixar de fortes dores no peito, . "Como ele estava sentindo sintomas que nunca havia sentido, recomendei que viesse imediatamente para o hospital", disse.

O médico explicou que os exames preliminares (ecocardiograma, eletrocardiograma, além de dosagem das enzimas cardíacas) apresentaram alterações que sugeriam uma obstrução em uma das principais artérias do coração (artéria descendente anterior). 

"O cateterismo estava marcado para a manhã de hoje, mas, como sentiu novas dores no peito, optamos por antecipar o procedimento. Havia um risco de infarto, mas a prevenção foi importante. Ele teve um sintoma estranho e logo procurou um médico. Isso foi essencial. O resultado da cirurgia foi muito bom."

O senador poderá ficar internado por pelo menos uma semana, e a recomendação da equipe coordenada pelo cardiologista Roberto Kalil Filho, o mesmo que tratou do câncer na laringe do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, é que descanse depois por mais uma semana para retornar às atividades.

Da Redação O Arauto Mamanguapense
Com informações da Agência Brasil. 
clenilsonpinto@yahoo.com.br
Postar um comentário