terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Polícia Federal investiga fraudes no HU que podem ter causado prejuízo de R$ 3 milhões De acordo com a PF, oito mandados de busca e apreensão devem ser cumpridos na Capital, sendo três deles somente no Hospital Universitário Lauro Wanderley


Operação da PF No HU da UFPB

Operação da PF No HU da UFPB

A Polícia Federal divulgou nesta segunda-feira (23) os resultados da operação Estado Terminal, que identificou fraudes licitatórias, pagamentos em duplicidade por medicamentos e produtos hospitalares, aquisição de produtos e serviços com sobrepreço, entre outras irregularidades no Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba, em João Pessoa, que, juntas, podem representar uma lesão aos cofres públicos de mais de R$ R$ 3 milhões.
De acordo com a PF, a operação tem como objetivo cumprir oito mandados de busca e apreensão na Capital, sendo três somente no HU. Um servidor público foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.
A investigação foi desenvolvida através de uma parceria entre Controladoria Geral da União e Ministério Público Federal e teve início a partir de trabalhos de auditoria, que remontam ao ano de 2010, levados a efeito pela CGU.
Além do Hospital Universitário, a Polícia Federal realiza ações de busca e apreensão nas residências dos servidores públicos envolvidos no esquema e em escritório de contabilidade.
Conforme a PF, os investigados são suspeitos de cometer os crimes de fraude à licitação (arts. 89 e 90 da Lei nº 8.666/93), formação de quadrilha (art. 288 do Código Penal), corrupção passiva (art. 317 do Código Penal) e advocacia administrativa (art. 321 do Código Penal), que somados têm pena máxima prevista superior a 20 anos de reclusão.
Da Redação O Arauto Mamanguapense
Com informações do Portal Correio da Paraíba
clenilsonpinto@yahoo.com.br
clenilsonpinto@gmail.com
Postar um comentário