quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Terça-feira negra: cinco pessoas são assassinadas em menos de 24h na Paraíba

Esta terça-feira (14) já pode ser considerada uma das mais violentas de 2012. Só em João Pessoa foram três pessoas assassinadas e em outras cidades paraibanas, Mari e Bananeiras, foram mais duas mortes.
Homicídio Distrito
Homicídio Distrito (Foto: Aguinaldo Mota)
Na noite de terça-feira, ocorreu mais um assassinato em João Pessoa, dessa vez, um jovem foi encontrado morto com 10 tiros e 4 facadas dentro de sua residência pela sua mulher. O crime ocorreu no bairro do Distrito Mecânico.
Bryan Viana Costa dos Santos, 23 anos, era maranhense e morava há sete meses na Capital. De acordo com sua mulher Priscila Martins de Oliveira, 20 anos, ela havia saído para fazer compras, quando chegou a porta estava aberta e seu marido morto em um colchão. A vítima pode ter sido executada porque era usuário de drogas.
Já na parte da tarde e em menos de uma hora uma estudante e um vigia são assassinados em plena luz do dia.
A jovem
A jovem morta (Fonte: Aguinaldo Mota)
Diana Medeiros de Sousa, 18 anos, foi executada, um dia após ligar para o programa da Tv Correio, Correio Manhã, apresentado pelo radialista Fabiano Gomes, pedindo Justiça pela morte do Pai, um ex-agente penitenciário, assassinado ano passado.
Ela foi assassinada em frente de sua residência no bairro do Rangel, quando motoqueiros chegaram chamando por ela e efetuaram quatro disparos.
Vigia morto
Vigia morto
Na mesma tarde, o vigia noturno, Deoclésio Marques da Silva, 25 anos, foi perseguido e morto dentro de um salão de beleza, no bairro do Cristo Redentor.
A polícia informou que a vítima estava em uma moto Fan Preta, quando um homem em outro moto iniciou uma perseguição. Ele ainda tentou correr, mas morreu no salão.
Em outras cidades paraibanas:
Na noite desta terça um homem conhecido por Cheba foi executado a tiros no município de Bananeiras, no Brejo da Paraíba.
Homem morto em Mari
Homem morto em Mari (Fonte: NotíciasPB)
À tarde, foi executado a tiros José Antonio Gomes da Silva, 22 anos, na cidade de Mari, na Zona da Mata paraibana. De acordo com a polícia, o jovem foi surpreendido por dois homens quando andava de bicicleta. Os acusados fugiram sem deixar pistas.
Da Redação O Arauto Mamanguapense
Com informações do Portal Correio
clenilsonpinto@yahoo.com.br

Postar um comentário