quarta-feira, 23 de maio de 2012

“Depois que o matei, fui curti o show de Aviões do Forró”, revela assassino de viciado em drogas de Itapororoca



                                Acusado
 
No final da tarde desta terça-feira (22), policiais do Grupo Tático Especial (GTE) realizou várias diligências nos bairros periféricos da cidade de Mamanguape/PB a procura do acusado, mas sem êxito.Quando foi por volta das 4h da tarde tomaram conhecimentos através da Polícia Militar, na pessoa do sargento Wanderlei, a localização do endereço de Daniel. Ao retornar ao bairro do Tambor, observaram o acusado em um estabelecimento comercial.
 
  Arma usada no crime
 
Segundo o policial, o conhecimento de Adailton Moreira Ribeiro, 24 anos, natural de Araruna/PB mais conhecido por “Daniel, foi através das características repassadas. “Duas tatuagens, sendo uma alusiva ao rosto de Jesus Cristo e uma estrela no peito, além do cabelo. diz o policial em entrevista.
 
                      Identidade do acusado
 
Na abordagem Daniel se encontrava sozinho e não reagiu a prisão. Negou no primeiro momento o crime, mas na delegacia confeçou. “Eu estava bebendo com Nilsinho em um bar, quando ele me agrediu batendo na minha cara.“Eu não lembro quantas facadas dei, só lembro que matei, e se ele levantasse da cova eu mata de novo, ele bateu na minha cara, matei e fui pra festa de aviões do forró”.Segundo informações o acusado já tem passagem pela Polícia por lesão corporal, devido a um delito praticado na cidade de Mamanguape/PB. O mesmo pegou um tamborete e atingiu a cabeça de uma pessoa não identificada. Segundo o policial na entrevista Daniel respondeu o delito e estava pagando pena por trinta dias e sobre liberdade cometeu este crime bárbaro em Itapororoca/PB.
 
Da Redação O Arauto Mamanguapense
clenilsonpinto@yahoo.com.br
 
 
Postar um comentário